ACESSO RÁPIDO

7 dicas para cuidar da saúde mental em tempos de pandemia

Início / Blog / 7 dicas para cuidar da saúde mental em tempos de pandemia

7 dicas para cuidar da saúde mental em tempos de pandemia

O isolamento social é uma medida sanitária e necessária para o enfrentamento da pandemia, porém, ele pode desencadear ou agravar manifestações psicopatológicas, como depressão e ansiedade, e, em alguns casos elevar o risco de suicídio. Mais do que antes, é preciso ficar atento aos sinais e se dedicar ainda mais aos cuidados com a saúde mental.

De acordo com a psicóloga e Supervisora Técnica de Saúde Mental do CEJAM, Tatiana Mendes Alencar, entre os problemas que podem surgir nesse período estão as alterações do humor, estresse, insônia ou sono em excesso, falta de apetite ou apetite em excesso, luto patológico, abuso de drogas e transtornos de adaptação.

Em situações mais graves, a psicóloga ressalta que questões relacionadas à instabilidade financeira, vulnerabilidade social, desemprego, alterações abruptas da rotina entre outras adversidades ampliadas com o isolamento social podem contribuir para a piora da saúde mental.

A ajuda de um profissional é de suma importância nessas situações, porém, algumas medidas simples feitas em casa podem contribuir para reduzir, prevenir ou evitar essas condições. Abaixo, a especialista sugere algumas delas:

Dicas para fortalecer a saúde mental

1- Realize atividades prazerosas, como meditação, leitura, exercícios de respiração, artesanato, jardinagem, entre outros;

2- Evite a exposição excessiva às notícias diárias, sempre checando a veracidade das informações;

3- Pratique atividade física, que auxilia na redução dos níveis de estresse, além de liberar hormônios que trazem sensação de bem-estar físico e mental;

4- Mantenha contato com amigos e familiares, seja por telefone, videochamadas, redes sociais, etc., compartilhando sentimentos e anseios com pessoas de confiança;

5- Evite o consumo de álcool, tabaco e outras drogas para lidar com as emoções, a fim de não se torne um hábito e traga problemas futuros como a dependência de substâncias psicoativas;

6- Crie uma rotina e busque segui-la. Essa estrutura favorece o equilíbrio emocional e ajuda a reduzir a ansiedade. Isso inclui: refeições saudáveis em horários pré-determinados, manutenção do horário do sono e tempo destinado às atividades profissionais e de lazer em equilíbrio;

7- Compartilhe e participe de ações de cuidado e solidariedade, como por exemplo, campanhas solidárias ou mobilizações que o façam sentir-se parte do meio social.

Tatiana destaca, ainda, que é importante buscar ajuda especializada quando as estratégias adotadas não forem suficientes, mantendo-se atento caso os sintomas persistam ou tornem-se mais intensos.

(Fonte: Catraca Livre)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA SEGUNDA-FEIRA!

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog