ACESSO RÁPIDO

Aprender um segundo idioma é um bom exercício para o cérebro

Início / Blog / Aprender um segundo idioma é um bom exercício para o cérebro

Aprender um segundo idioma é um bom exercício para o cérebro

Aprende um segundo idioma pode ser benéfico para você. Diversos estudos descobriram que aprender uma nova linguagem é ótimo para a saúde do cérebro. Ele pode fortalecer o cérebro, assim como o exercício fortalece os músculos. E, como os músculos, quanto mais o cérebro  trabalha, mais forte irá se tornar.

As partes do cérebro que se desenvolvem em tamanho são o hipocampo e as áreas do córtex cerebral. Esse crescimento leva a melhores habilidades de linguagem em geral. Assim, ao longo do tempo, quanto mais o indivíduos estudar e praticar, mais fácil será a aprendizagem do idioma.

Os pesquisadores dizem que as pessoas que falam duas línguas podem se concentrar em informações importantes e filtrar o resto. Isso ajuda você a priorizar tarefas e gerenciar vários projetos ao mesmo tempo.

E também há benefícios de longo alcance. O início dos sintomas da doença de Alzheimer pode ser adiado em cerca de quatro anos em pessoas que falam duas línguas, a pesquisa descobriu.

Uma vez que você escolheu o idioma que você está mais interessado, existem muitas maneiras de começar, das aulas on-line ao auto-aprendizado. Como a pronúncia é a chave para se sentir confortável usando uma língua estrangeira, certifique-se de que qualquer técnica que você use inclua um componente de áudio.

Para manter o desfio ao cérebro, leia livros e assista filmes estrangeiros sem usar legendas. Se você desejar se aventurar, pode até fazer uma viagem para um país onde a língua é falada e mergulhar totalmente no novo idioma.

(Fonte: Boa Saúde)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA QUARTA-FEIRA! /*--*/
 

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog