ACESSO RÁPIDO

Como diminuir os gastos com compras não essenciais

Início / Blog / Como diminuir os gastos com compras não essenciais

Como diminuir os gastos com compras não essenciais

Conseguir economizar dinheiro é o desejo de milhares de pessoas. Mas, como saber filtrar as despesas essenciais dos desejos pessoais em meio a tantas oportunidades de compras e reduzir os gastos?

Ter objetivos bem estabelecidos e um planejamento financeiro eficiente são passos primordiais. No entanto, é preciso ainda ser mais específico e conhecer cada gasto e o peso dos mesmos no orçamento para traçar um plano de ação eficaz.

Veja, a seguir, como diminuir os gastos com compras não essenciais:

1. Crie categorias e subcategorias de gastos

Entender quais são seus gastos essenciais é uma das principais formas de reduzir gastos com compras não essenciais. Isso acontece porque ao ter essa compreensão você passa a ter consciência de que ao comprar algo que não precisa ou que não está dentro do orçamento, estará reduzindo seu poder de compra para algo que necessita.

Logo, conhecer seus gastos é crucial. Para isso, crie uma lista com todos os seus custos, sejam eles fixos ou variáveis. A partir disso, divida-os por categorias e subcategorias. Dentro da categoria de gastos com Alimentação, por exemplo, podem existir as subcategorias Supermercado, Delivery, Fast Food e Restaurantes, entre outros. Faça isso também com seus outros gastos, os quais podem envolver Moradia, Educação, Lazer, Transporte etc.

2. Tenha o hábito de registrar suas despesas

Com as categorias e subcategorias de gastos bem definidas, é hora de criar o hábito de registrar suas despesas, seja em um aplicativo ou planilha de controle financeiro. Com ajuda de uma dessas ferramentas, você irá fazer o registro e gerenciamento da sua vida financeira.

Além das despesas, é importante registrar também suas receitas. E, para identificar de forma mais eficiente com o que está gastando e onde pode reduzir gastos, é necessário se comprometer a caracterizar tudo o que sai das suas contas com ajuda das categorias, subcategorias e até mesmos etiquetas, como tags que te ajudam a deixar seu controle de gastos ainda mais personalizado.

3. Acompanhe e analise tudo o que sai da sua conta

Não basta apenas registrar as movimentações entre contas. É preciso acompanhar e analisar a utilização do seu dinheiro para que consiga montar um plano de ação eficaz para a redução de gastos. 

Portanto, inclua na sua rotina esse acompanhamento que pode ser diário, semanal, quinzenal ou mensal, a depender da sua frequência de ganhos e gastos. No acompanhamento deve ser verificado se está conseguindo seguir com o planejamento financeiro e também se está incluindo tudo o que entra e sai da sua conta.

Quanto à análise, você deve identificar onde está gastando mais dinheiro, bem como o peso dos gastos não essenciais no seu orçamento. Por exemplo, se você gasta mais com delivery do que com educação, essa pode ser uma boa oportunidade para economizar com algo não essencial e investir no seu conhecimento e capacitação profissional para conseguir aumentar a renda.

4. Defina metas de redução de gastos

Ao identificar o problema, ou seja, onde está gastando mais do que deveria, é possível definir metas de redução de gastos não essenciais. Todavia, querer cortar todos esses gastos de uma vez pode causar frustração e até mesmo impactar seu bem-estar se for algo que goste muito, mesmo não sendo estritamente necessário. 

Por isso, o ideal é saber equilibrar os gastos e definir percentuais a serem economizados mensalmente, como definir uma redução de gastos em 10% na categoria Roupas e Acessórios. No mês seguinte, faça isso com outra categoria não essencial e, aos poucos, notará uma grande diferença no seu saldo do mês.

5. Utilize o método 1Q3P

Antes de fazer uma compra, se pergunte: eu Quero? eu Posso? eu Preciso? o Preço está realmente bom?  De maneira simples, este método vai te ajudar a refletir sobre a real necessidade daquilo que você deseja comprar. Assim, é possível evitar gastos por impulso e fora do planejamento tendo em vista que você entende o impacto dessa compra no seu orçamento. 

Dessa forma, busque fazer essa reflexão antes de gastar dinheiro. Se a resposta para uma dessas perguntas for ‘Não’, então não compre. Afinal, por que você vai comprar algo que não quer, não pode pagar, não precisa ou que está com um preço acima da média?

(Fonte: Space Money)

Comente,

até breve...muito breve! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog