ACESSO RÁPIDO

Conheça os benefícios do chá de hortelã para a sua saúde 

Início / Blog / Conheça os benefícios do chá de hortelã para a sua saúde 

Conheça os benefícios do chá de hortelã para a sua saúde 

Você pode contar com a hortelã (Mentha piperita) na hora de aplacar incômodos no estômago e problemas digestivos sem gravidade. Os óleos que ela contém, sobretudo o mentol e a mentona, relaxam os músculos lisos que revestem o trato intestinal, aliviando cólicas. Assim, o chá de hortelã se mostra um grande aliado para a saúde.

O mentol, por sua ação descongestionante e fluidificadora de muco, é um componente importante em medicamentos para resfriados e tosses. A hortelã também é um excelente ingrediente em tratamentos caseiros contra coceira e irritação na pele.

Um pouco de história

Segundo a mitologia grega, quando o deus Hades, ou Plutão, apaixonou-se pela ninfa Minta, a esposa dele, Perséfone, teve um violento ataque de ciúmes e… puf! Então, transformou Minta na planta que hoje conhecemos como hortelã, ou menta. Inspirado pelo romance mitológico, o filósofo grego da Antiguidade Teofrasto deu à erva seu nome botânico, Mentha.

Nos primórdios, os romanos usavam a hortelã como ingrediente culinário, e os gregos, como revigorante, em função muito semelhante à dos sais de cheiro. Nicholas Culpeper, um grande ervanário inglês do século XVII, considerava a hortelã “excepcionalmente boa” para tratar, mais ou menos, 40 problemas de saúde diferentes. Por isso, ele costumava recomendar seu uso inclusive para dores de cabeça – em 1994, a eficácia da hortelã para esse fim foi confirmada por um pequeno estudo.

Mais de 100 componentes já foram identificados na hortelã. Porém, como acontece com todas as plantas medicinais, sua composição exata varia um pouco, dependendo do local e das condições de cultivo e da variedade da planta – existem centenas de tipos de hortelã. 

Em geral, ela contém um óleo volátil chamado mentol, que relaxa espasmos intestinais, alivia dor abdominal e age como descongestionante e analgésico tópico. Ela também contém os flavonoides rutina, luteolina, hesperidina e eriocitrina, que têm propriedades antivirais e antioxidantes.

Como auxílio à digestão, dificilmente outra erva é páreo para a hortelã, embora poucos estudos clínicos tenham sido feitos com ela. Entretanto, em vez de estudar a erva em si, a maioria dos estudos se concentrou no óleo de hortelã e em seu poder de aliviar sintomas da síndrome do intestino irritável (SII).

Mais recentemente, pesquisadores da Universidade de Ciências Médicas de Teerã dividiram um grupo de 90 pessoas com SII: a um deram placebo e a outro, uma cápsula com revestimento especial e de liberação lenta contendo óleo de hortelã, três vezes ao dia durante oito semanas. Ao fim do estudo, 14 pessoas que tomaram o óleo de hortelã relataram não sentir mais dor nem desconforto.

Em outro estudo, realizado em Taiwan, os pacientes com SII que tomaram uma cápsula de óleo de hortelã 15 a 30 minutos antes das refeições apresentaram significativa redução no inchaço, nos roncos no estômago e gases. Em alguns casos, a dor abdominal foi reduzida ou desapareceu totalmente.

Hortelã x menta: qual a diferença?

A menta e a hortelã são espécies diferentes de plantas do mesmo gênero. Ambas são plantas da família Lamiaceae, do gênero Mentha. Mentha piperita é o nome científico da hortelã e Mentha spicata, o da menta.

Atualmente, existem na natureza entre 25 a 30 espécies naturais de plantas desse gênero, sem contar as que são sintetizadas de forma artificial em laboratório. As espécies desse gênero comumente cruzam entre si, o que faz com que seja bastante fácil acabar confundindo as duas. Embora o sabor das duas plantas sejam bastante parecidos, a hortelã costuma ser a mais usada na cozinha, em pratos como o quibe e o tabule, por exemplo.

Em termos visuais, a folha da hortelã costuma parecer mais áspera, com um verde-escuro mais intenso e um caule mais para a cor roxa. Já a menta costuma ter uma folha mais lisa e com um formato um pouco mais pontiagudo.

Como plantar hortelã

Cultivar hortelã é fácil. Aliás, facílimo. Especialistas recomendam que se plante essa erva em vasos em vez de canteiros, já que seus pés tendem a dominar todo o espaço. O pé de hortelã gosta de Sol direto ou indireto e de terra argilosa. Use as folhinhas para fazer chá, aromatizar água gelada, salpicar no sorvete ou em vegetais e refogados rápidos.

Benefícios do chá de hortelã

Saiba para que serve o chá de hortelã e conheça melhor suas incríveis propriedades logo abaixo:

O chá de hortelã apresenta diversas propriedades medicinais, incluindo auxílio na digestão.  Auxilia no bom funcionamento do trato digestivo  O chá de hortelã pode ajudar a aliviar sintomas de desconfortos digestivos, como gases e indigestão. Estudos indicam que a hortelã possui propriedades que ajudam a relaxar o sistema digestório e que podem aliviar a dor. 

Para pessoas com síndrome do intestino irritável, o chá de hortelã pode apresentar um alívio momentâneo dos sintomas mais desconfortáveis. Além disso, ele também pode ajudar na contenção de náuseas e vômitos.

Ajuda a aliviar dor de cabeça e enxaqueca 

Como a hortelã atua como relaxante muscular e analgésico, o chá de hortelã pode ajudar a diminuir certos tipos de dores de cabeça. O mentol presente na hortelã aumenta o fluxo sanguíneo e proporciona uma sensação de resfriamento, possivelmente aliviando a dor. 

Ajuda no bom hálito 

Há um motivo pelo qual a hortelã é um ingrediente e sabor comuns em pastas de dente, enxaguantes bucais e chicletes. Além de seu cheiro agradável, a hortelã tem propriedades antibacterianas que ajudam a matar os germes que causam a placa dental. Manter uma boa higiene bucal, bem como tomar chá de hortelã regularmente, pode ajudar na manutenção do bom hálito.

Alivia sintomas de rinite e sinusite 

A hortelã tem propriedades antibacterianas, antivirais e anti-inflamatórias. Por causa disso, o chá de hortelã pode combater o entupimento dos seios da face devido a infecções, resfriado comum e alergias. Além disso, pesquisas demonstram que o mentol - um dos compostos ativos da hortelã-pimenta - melhora a percepção do fluxo de ar na cavidade nasal. Portanto, o vapor do chá de hortelã pode ajudar na sensação de que a respiração está mais fácil. 

Ajuda a ter mais energia 

O chá de hortelã pode melhorar os níveis de energia e reduzir a fadiga diurna. Os compostos naturais da hortelã podem ter efeitos benéficos sobre a energia do corpo de uma maneira geral. A aromaterapia com óleo de hortelã, por exemplo, reduz a incidência de sonolência diurna. O mesmo se aplica ao chá de hortelã.

Auxilia no alívio das cólicas menstruais 

Como a hortelã atua como um relaxante muscular, ela pode aliviar as cólicas menstruais. Embora o chá de hortelã não tenha sido estudado para esse efeito, foi demonstrado que os compostos da hortelã melhoram os sintomas mais graves do período menstrual. É possível que o chá de hortelã tenha efeitos semelhantes.

Quem não deve tomar chá de hortelã

Embora seja incomum acabar consumindo muito mentol bebendo chá de hortelã, esta substância não deve ser ingerida por pessoas com certas condições de saúde. Antes de adicionar o chá de hortelã ao seu dia a dia, é importante conversar com um profissional de saúde caso você apresente algumas das questões listadas abaixo:

•  Azia: A hortelã pode ajudar na digestão e nas dores de estômago, mas pode piorar o refluxo ácido. Se você sofre com refluxo ou com azia constante, pode ser bom evitar o chá de hortelã.
•  Interação medicamentosa: A hortelã pode interagir com certos medicamentos. O chá de hortelã não deve ser tomado com imunossupressores, uma classe de medicamentos administrada por pacientes transplantados de órgãos. Também pode reduzir o efeito de medicamentos metabolizados no fígado ou medicamentos que reduzem a acidez estomacal. 

Alguns estudos mostram que a hortelã também pode baixar a glicose no sangue e a pressão arterial, por isso, o chá não é recomendado para pessoas que tomam medicamentos para diabetes ou com problemas de pressão arterial. 

Além disso, pessoas que apresentam pedras nos rins também devem evitar o consumo do chá. A hortelã pode ajudar a promover uma boa função renal, mas não é recomendada para pessoas com pedras nos rins. 

Por fim, também não é recomendado que mulheres gestante tomem chá de hortelã, por ainda não haver evidências suficientes de que ele é seguro o suficiente para essa condição.

(Fonte: Seleções)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA TERÇA-FEIRA! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog