ACESSO RÁPIDO

Dólar comercial x dólar turismo: entenda a diferença entre as duas cotações

Início / Blog / Dólar comercial x dólar turismo: entenda a diferença entre as duas cotações

Dólar comercial x dólar turismo: entenda a diferença entre as duas cotações

Quem viajará para o exterior ou faz investimentos financeiros em produtos estrangeiros certamente já se deparou com os diferentes tipos de cotação. Mas você sabe a diferença entre dólar comercial e dólar turismo?

Basicamente a diferença está na finalidade de cada um. O dólar comercial é utilizado em transações comerciais, como na compra e venda de mercadorias e serviços entre empresas, e investimentos. Outra função para essa modalidade é dar valor às movimentações de importação e exportação de empresas brasileiras e internacionais, além de servir para cotação das ações do governo no exterior.

“Já o dólar turismo tem sua cotação aplicada para pessoas físicas que usarão a moeda durante sua viagem ao exterior ou para comprar passagens aéreas e itens em sites internacionais”, explica Donato Souza, especialista em auditoria bancária.

Vou viajar. Sobre o que devo me preocupar?

Viajar para outros países é o sonho de muita gente. Para isso, é preciso de muito planejamento com o máximo de antecedência possível, principalmente para economizar na hora de fazer o câmbio do real para o dólar.

“Devido à volatilidade atual, para quem vai viajar nos próximos meses é prudente comprar o dólar aos poucos. Por exemplo, se faltam quatro semanas para a data de embarque e a pessoa pretende levar US$ 5 mil, a dica é que compre um pouco por semana. Com isso, a consumidora terá uma taxa média neste período, que poderá não ser a melhor taxa, mas, com certeza, também não será a pior”, aconselha Renato Costa, CEO do Grupo Financial.

Outra opção é utilizar o cartão pré-pago. Por mais que haja a incidência de IOF, é possível saber exatamente o quanto gastou no momento da compra – diferente do cartão de crédito convencional, que está sujeito à flutuação do dólar no fechamento da fatura (uma recente medida do Banco Central diz que as compras realizadas no cartão de crédito internacional terão o dólar travado no dia da compra. Entretanto, a regra entrará em vigor apenas em 1º de março de 2020.

Dólar comercial para investir

Se você pretende investir com produtos financeiros que dependem do dólar, é preciso compreender os riscos envolvidos nas operações. Trata-se de um investimento com bastante volatilidade, sensível a tudo que acontece no cenário político e econômico nacional e internacional.

“A lógica da operação é a falta de garantia de rentabilidade, ou seja, pode não haver retorno. O ideal é ter um bom escritório que administre tais recursos acompanhada de corretores competentes, buscando a seguinte máxima: comprar na baixa e vender na alta”, conclui Souza.

(Fonte: Finanças Femininas)

Comente,

até breve...muito breve! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog