ACESSO RÁPIDO

DOC e TED: Entenda a diferença e saiba qual escolher

Início / Blog / DOC e TED: Entenda a diferença e saiba qual escolher

DOC e TED: Entenda a diferença e saiba qual escolher

Quem deseja fazer transferência de recursos entre bancos diferentes deve pagar as famosas tarifas DOC e TED. Isso todo mundo sabe! Mas o que muitas pessoas ainda têm dúvida é qual dessas opções é a melhor para fazer cada tipo de transferência.

Para começar, você sabe qual a diferença entre DOC e TED?

Basicamente, um TED (Transferência Eletrônica Disponível) é concluída no próprio dia da operação, ou seja, o dinheiro entra na conta do recebedor no mesmo dia em que a operação foi feita pelo pagador. Já um DOC (Documento de Crédito) é preciso aguardar um dia útil para concluir a operação. Desde o dia janeiro de 2016, não há valor mínimo para a realização de uma TED, mas para o DOC há um limite máximo: R$ 4.999,99.

Ficou em dúvida como escolher a melhor opção? Separamos alguns critérios para te ajudar:

  • Urgência: o TED cai no mesmo dia, o DOC não;
  • Valor da operação: confira o valor para a tarifa cobrada em cada tipo de operação.

DOC e TED: quanto custa?

A tarifa cobrada do DOC e do TED costuma ser a mesma, mas há variação de banco para banco. De forma geral, note que os bancos cobram tarifas muito parecidas entre si. Para economizar, a sugestão é preferir sempre fazer a operação pelos canais eletrônicos (internet ou telefone), com tarifas que equivalem à metade do cobrado para a operação feita presencialmente nas agências.

DOC e TED: como fazer?

Independente do local que você escolher para fazer a operação (na agência ou pelos canais eletrônicos de atendimento), você precisará fornecer as seguintes informações para fazer um DOC ou um TED:

  • CPF ou CNPJ do destinatário;
  • Nome do destinatário pessoa física ou razão social da pessoa jurídica;
  • Número do banco;
  • Número da agência;
  • Número da conta.

(Fonte: Educa Financeira)

Comente,

até breve...muito breve! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog