ACESSO RÁPIDO

Falar de dinheiro é um tabu para você? Está na hora de rever isso

Início / Blog / Falar de dinheiro é um tabu para você? Está na hora de rever isso

Falar de dinheiro é um tabu para você? Está na hora de rever isso

Uma das melhores formas para aprender sobre finanças é falar de dinheiro de maneira franca e sem medo. Porém, o questionamento que fica é: se o dinheiro está tão presente em nossas vidas, por que ainda é tão delicado trazer essa pauta à tona?

O diálogo aberto sobre finanças infelizmente ainda é um desafio para muitos brasileiros, mas saiba que você não está sozinho quando se trata deste assunto. De acordo com uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), apenas 44% falam sobre dinheiro frequentemente em casa e 39% só iniciam o assunto quando a situação já não vai bem.

Por outro lado, falar de dinheiro é fundamental para que esse tabu seja quebrado, assim como dialogar sobre o assunto tem uma série de benefícios para sua vida financeira. Dentre eles, proporciona mais clareza sobre qual seria o equilíbrio ideal entre a realização de sonhos e o planejamento financeiro necessário para definir prioridades de acordo com sua realidade hoje.

Afinal, falar sobre dinheiro é justamente isso: é ir além do valor, é fazer uma análise sincera sobre quais são seus anseios, medos, angústias, desejos e propósitos. O dinheiro faz parte da vida e ter um diálogo sobre ele com pessoas que você confia é fundamental para ter cada vez mais poder sobre ele. Continue lendo e entenda por que é preciso colocar esse assunto na roda.

Falar de dinheiro é importante para quebrar um tabu que não deveria mais existir

Infelizmente existe um padrão comportamental e de julgamento social que tende a atribuir uma imagem de caráter e sucesso a uma pessoa com base no quanto ela ganha ou nos bens que ela possui. Isso é completamente inapropriado, pois ninguém pode ser reduzido a um número ou a um bem.

Também é preciso quebrar o paradigma de que todas as pessoas ricas são felizes, assim como a falsa ideia de que tudo permanecerá para sempre do jeito que está, seja algo bom ou ruim. 
Você não ficará desempregado para sempre, assim como nada garante que o seu emprego será tão duradouro quanto você imagina.

Não estamos querendo ser alarmistas, mas tal observação é importante para que essas percepções sejam quebradas e, principalmente, para que você se planeje financeiramente e fale abertamente sobre esses assuntos. Sabemos que são temas que podem despertar um tanto de angústia, por isso é importante dialogar sobre eles.

Então, faça um esforço para se desprender de qualquer estereótipo e disponha-se também a ajudar quem estiver dialogando com você. Além disso, saia um pouco da sua zona de conforto e explore temas que você talvez nunca tenha abordado com uma determinada pessoa, como uma dívida específica, por exemplo. Esteja preparado para se mostrar um pouco vulnerável, mas também respeite seus próprios limites. E mais: quando for a sua hora de escutar, de fato ouça atentamente e, principalmente, sem julgamentos.

Dialogar sobre finanças faz parte do autoconhecimento

Muito do que fazemos na nossa vida desde que nascemos envolve dinheiro, mesmo que até determinado momento as decisões não tenham sido tomadas por nós. A nossa educação na infância, nossas escolhas para o futuro, quais são nossas prioridades financeiras, sonhos e objetivos, tudo é permeado pelo dinheiro.

Dessa forma, ao conversar abertamente sobre o assunto, você terá mais facilidade para conhecer e entender melhor quais seus anseios e como eles podem se tornar realidade por meio do seu poder monetário de hoje. Você conseguirá descobrir quais são suas motivações por trás de cada decisão, conhecer seus pontos fortes e aproveitar ao máximo seu potencial, assim como desenvolver mais maturidade para lidar com as finanças.

Outro aspecto diretamente relacionado ao autoconhecimento é a inteligência emocional. Ao conseguir falar de dinheiro em seus ciclos sociais, você também terá a oportunidade de aprender mais sobre como os outros administram suas emoções quando o assunto é o bolso. Dessa forma, você poderá ter referências para aperfeiçoar ainda mais o seu autocontrole para ter mais sucesso quando se trata de dinheiro.

Pautas financeiras têm tudo a ver com planejamento e organização financeira

Falar de dinheiro também é importante para a construção de um planejamento financeiro, afinal, é a partir do diálogo que você poderá expor suas dúvidas e, assim, criar um plano de ação para organizar suas fianças, controlar seus gastos e definir prioridades.

Além disso, ao encarar o assunto das finanças de maneira franca, sem filtros e sem rodeios, você poderá adquirir um grande aprendizado sobre como tudo está em constante transformação. 
Talvez há dois anos aquele seu amigo estava completamente endividado e hoje ele até mesmo consegue guardar dinheiro para investir.

O mundo é impermanente e a realidade também está mudando a todo momento. Por isso, é preciso quebrar o paradigma de que tudo será para sempre com é hoje, seja uma situação positiva ou negativa. Imprevistos podem acontecer, assim como boas surpresas.

Por isso, o importante é se planejar sempre e manter sua organização financeira em dia para que você consiga acompanhar todas as transformações que acontecem ao longo da vida com mais tranquilidade.

Falar de dinheiro faz parte do processo de educação financeira

No Brasil, a cultura da educação financeira ainda não está enraizada e fortalecida. De acordo com uma outra pesquisa feita pelo SPC Brasil e pela CNDL, em uma escala de zero a 10, a nota média que os respondentes atribuem para sua própria educação financeira é de 6,3.

O fato é que, quanto menos falarmos sobre dinheiro, mais dificuldade teremos para lidar com ele, então, dar esse passo é fundamental para conquistar uma vida financeira mais organizada e saudável. Você pode começar o assunto com pessoas mais próximas e de sua confiança, como seu cônjuge, alguns familiares ou até mesmo amigos.

Claro que você não precisa logo de cara falar qual o valor do seu salário, mas você pode buscar mais informações com seus conhecidos sobre temas que ainda não são tão claros para você, como juros compostos, por exemplo. Às vezes a sua dúvida pode ser a mesma da outra pessoa e juntos vocês poderão encontrar a resposta para a questão.

O que achou do artigo sobre a importância de falar de dinheiro no seu dia a dia? Conta para gente nos comentários se você ainda tem dificuldade para trazer o assunto à tona e se vai tentar começar a dialogar mais sobre finanças.

(Fonte: Foca no Dinheiro Neon)

Comente, até breve...muito breve! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog