ACESSO RÁPIDO

Intestino preso é um problema sério? Nutricionista explica que pode ser 3 doenças 

Início / Blog / Intestino preso é um problema sério? Nutricionista explica que pode ser 3 doenças 

Intestino preso é um problema sério? Nutricionista explica que pode ser 3 doenças 

Ficar mais de três dias sem ir ao banheiro já indicaria um quadro de constipação, especialmente se o fato é acompanhado de inchaço, excesso de gases, desconforto e até mesmo irritação.

Na maioria das vezes, o intestino preso é resultado de uma alimentação inadequada, baixa hidratação e sedentarismo. A condição, no entanto, não pode ser ignorada, já que também pode indicar um problema mais sério de saúde.

Intestino preso: o que pode ser?

Em seu perfil no Instagram, a nutricionista Carolina Sartori explica que a constipação pode ser sinal de algo grave e de doenças como:

• Doenças inflamatórias intestinais
• Doença celíaca
• Câncer (como o de intestino ou de ovário)

A prisão de ventre ainda pode estar relacionada a problemas como infecção urinária e herpes genital. Portanto, se você mantém uma dieta adequada e ainda assim tem intestino preso vale procurar um médico e realizar exames para verificar se está tudo bem com sua saúde.

Como combater a prisão de ventre

Se condições mais sérias de saúde forem excluídas, o tratamento para combater a constipação pode ser simples. O primeiro passo, segundo a nutricionista, é investir em uma boa hidratação, bebendo de 2 a 3 litros de água por dia.

Procure incluir no cardápio alimentos como vegetais folhosos (alface, rúcula, couve, acelga, etc), frutas ricas em fibras, como mamão, laranja com bagaço, maracujá com sementes, melancia, entre outros.

Consuma regularmente farelos (de trigo, de arroz, de aveia), sementes, iogurte e kefir e evite a ingestão de alimentos muito processados, açúcar e farinhas refinadas. Por fim, pratique exercícios, já que a atividade física favorece o funcionamento do intestino e combate a constipação.

(Fonte: Vix)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA SEXTA-FEIRA! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog