ACESSO RÁPIDO

Jogar videogame demais será considerado doença pela OMS: como notar no seu filho

Início / Blog / Jogar videogame demais será considerado doença pela OMS: como notar no seu filho

Jogar videogame demais será considerado doença pela OMS: como notar no seu filho

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou o vício em videogame e outras plataformas voltadas a jogos como desordem mental. O problema será incorporado na lista oficial de doenças da agência no decorrer de 2018, o que significa que poderá ser tratado por médicos em todo o mundo.

Jogar demais é distúrbio mental

Segundo a descrição da OMS, o transtorno é caracterizado por um padrão persistente ou recorrente de comportamentos relacionados a jogos online ou offline.

O diagnóstico é feito com base em sintomas evidenciados em, no mínimo, 12 meses. Contudo, a determinação do distúrbio pode ocorrer antes caso os sinais sejam severos.

Se não tratado, o vício causa prejuízos em diversas áreas da vida, como relacionamentos afetivos e familiares, educação e profissão.

Como reconhecer?

A decisão não significa que jogar videogame é um problema, visto que o ato é inofensivo se for posto em prática em níveis saudáveis.

Cabe a um especialista da área da saúde mental, psiquiatra ou psicólogo, avaliar a existência do transtorno por meio do contexto do jogador, mas alguns sintomas podem ajudar pais a suspeitarem do problema:

Falta de controle sobre o ato de jogar, seja por frequência, intensidade, duração ou contexto prejudicial.

Falta de interesses em atividades e assuntos que não sejam ligadas aos jogos.

Continuação ou intensificação do ato de jogar mesmo após consequências negativas.

(Fonte: Vix)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA SEGUNDA FEIRA! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog