ACESSO RÁPIDO

Maus hábitos contribuem para a perda acelerada de colágeno

Início / Blog / Maus hábitos contribuem para a perda acelerada de colágeno

Maus hábitos contribuem para a perda acelerada de colágeno

O colágeno é a principal proteína responsável pela saúde e beleza da pele. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a partir dos 25 anos o corpo diminui a produção da substância, o que contribui para o aparecimento da flacidez, rugas e linhas finas. Porém, alguns hábitos do dia a dia contribuem para a aceleração do processo de perda do colágeno.

O colágeno é uma proteína de depósito, e no começo da fase adulta inicia a atividade de uma enzima que degrada as fibras de colágeno e a elastina, começando o processo de envelhecimento. Já após os 50 anos, o corpo perde a proteína em um ritmo muito maior. É nessa fase que surgem as rugas profundas, flacidez e alterações no contorno da face.

De acordo com a médica dermatologista, Ana Paula Galeão, para evitar que o colágeno se perca de forma acelerada, é necessário fugir de alguns hábitos como: exposição exagerada ao sol sem proteção, não dormir o número de horas o suficiente, fumar e não ingerir proteínas através da alimentação. “As proteínas são de extrema importância para diminuir a perda do colágeno. É um cuidado de dentro pra fora’’ disse a especialista.

A dermatologista ressalta que só existem duas opções para repor o colágeno perdido. Segundo ela, é possível estimular a nova produção através de procedimentos no consultório dermatológico, onde são usados bioestimuladores com substâncias capazes de acordar as células produtoras de colágeno. Outra forma de estimular o colágeno de acordo com a especialista é através de micro lesões na pele. “Essas pequenas lesões também são capazes de acordar as células produtoras de colágeno, pois elas são responsáveis por fechar e curar o ferimento’’, explicou Galeão.

Os cuidados com a pele desde a infância fazem toda diferença ao longo da vida. Galeão conta que estudos afirmam que 80% da radiação ultravioleta acumulada durante a vida inteira se dá até os 18 anos.

“Às vezes surge uma mancha de sol na pele da pessoa e ela acha que foi por causa do sol que tomou durante o verão, mas na maioria das vezes é o acúmulo dos raios ultravioletas que veio desde a infância’’, disse. Portanto, o uso do protetor solar é indispensável em qualquer fase da vida. As consultas ao dermatologista também se fazem importante para o controle de possíveis deficiências de nutrientes responsáveis pela beleza e saúde da pele.

(Fonte: Folha Vitória)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA QUARTA-FEIRA!

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog