ACESSO RÁPIDO

Pessoas pessimistas vivem menos, aponta pesquisa

Início / Blog / Pessoas pessimistas vivem menos, aponta pesquisa

Pessoas pessimistas vivem menos, aponta pesquisa

Más notícias para todos que só enxergam o lado ruim das coisas: pessoas pessimistas vivem menos. Sua perspectiva de vida pode realmente encurtar seu tempo de vida, segundo um novo estudo publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences. Mas meio que você já imaginava isso, certo? 

Para o estudo, os pesquisadores usaram dados fornecidos pelos participantes, que responderam um questionários sobre o otimismo. Além de contar com informações sobre mortalidade – de fontes como o National Death Índex – para determinar o nível de otimismo e expectativa de vida.

“O otimismo diz respeito a uma visão geral de que coisas boas vão acontecer. Ou na crença de que o futuro será favorável porque podemos controlar decisões importantes”, disse a autora do estudo Lewina Lee à Bicycling US. 
Ela é a professora-assistente de psiquiatria da Faculdade de Boston University School of Medicine.

Os dados foram coletados de duas fontes. A primeira foi o Nurses Health Study, com informações de mais de 69.700 mulheres. A segunda, o Veterans Affairs Normative Aging Study, que registrou mais de 1.400 homens. Os pesquisadores acompanharam os participantes por 10 anos.

Resultado: pessoas pessimistas vivem menos

Eles descobriram que os homens e mulheres mais otimistas viviam 11 a 15% mais do que aqueles com os níveis mais baixos de otimismo. Eles também tinham 50 a 70% mais chances de chegar aos 85 anos de idade.

Um possível motivo para isso? Pessoas com uma perspectiva mais otimista podem ter maior probabilidade de adotar comportamentos mais saudáveis. Como fazer exercícios regularmente, seguir uma dieta equilibrada ou colocar em prática conselhos médicos. Um estudo publicado no American Journal of Epidemiology, por exemplo, associou o otimismo a menores chances de doenças cardiovasculares e mortes prematuras. 

Que tal melhorar o humor?

Segundo Lewina, as evidências mostraram que certos exercícios – como identificar objetivos e imaginar um futuro bem-sucedido – podem aumentar os níveis de otimismo, pelo menos a curto prazo. No entanto, não se sabe se esses ganhos são sustentados por períodos mais longos. Mas é possível que, se forem, possam desempenhar um papel importante para ajudar a melhorar sua saúde e longevidade.

“Cada vez mais, pesquisas sugerem que o otimismo é modificável. Portanto, nosso estudo estabelece as bases para testar o otimismo como um potencial alvo de intervenção para promover a boa saúde”, disse Lewina.

Quer outra maneira de começar a ver o copo meio cheio? Continue com sua corrida diária. Hábitos saudáveis - ou seja, um treino regular – também podem afetar sua visão de mundo. O que pode ajudar a aumentar os níveis de otimismo.

“Nossas descobertas sugerem que podemos promover a longevidade e o envelhecimento saudável cultivando recursos psicossociais, como o otimismo”, disse Lewina.

A especialista ainda apontou que, embora a ciência geralmente esteja focada em fatores externos que aumentam o risco de doenças ou morte prematura, também pode ser benéfico prestar atenção em situações internas, como otimismo, para melhorar sua saúde de modo geral.

Portanto, embora você ainda deva se concentrar em sua dieta e exercício, reavalie as suas perspectivas de vida. Mudar a maneira como você percebe as coisas pode ajudá-lo a viver mais e com saúde.

(Fonte: Runners World)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA SEXTA-FEIRA! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog