ACESSO RÁPIDO

Qual é o melhor tipo de sal para a saúde?

Início / Blog / Qual é o melhor tipo de sal para a saúde?

Qual é o melhor tipo de sal para a saúde?

Todo o sal é constituído por cloreto de sódio. No entanto, a quantidade de sódio, a presença de outros minerais, a textura, aparência e sabor, permitem identificar diferentes tipos de sal. Atualmente, o sal é considerado um dos grandes inimigos da saúde, mas a realidade é que se trata de um mineral  fundamental para a transmissão de impulsos nervosos que permitem o bom funcionamento de todo o sistema neuromuscular, incluindo o cardiovascular. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a ingestão diária de sal não deve ultrapassar as cinco gramas, no caso de um adulto, quantidade esta que é equivalente a uma colher de chá. Uma redução drástica do consumo de sal não é recomendada, visto que promove o aumento da resistência à insulina e dos triglicerídeos. 

Existem vários tipos de sal à escolha -  sal de mesa refinado, sal grosso, sal marinho, flor de sal e o sal do Himalaia. Qual é o mais saudável?

O sal do Himalaia é considerado um sal mais puro, livre de toxinas e poluentes, sendo um dos tipos de sal mais antigos de que há registro. É, por isso, o mais indicado para incluir numa alimentação equilibrada. O sal do Himalaia tem, na sua composição, ferro, sódio, cálcio, potássio, enxofre, fósforo, magnésio e iodo. Dada a sua riqueza, este tipo de sal é utilizado, tanto na culinária, como para fins terapêuticos.

(Fonte: Noticias ao Minuto)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA QUARTA-FEIRA! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog