ACESSO RÁPIDO

Travesseiro certo te faz dormir melhor; veja como escolher

Início / Blog / Travesseiro certo te faz dormir melhor; veja como escolher

Travesseiro certo te faz dormir melhor; veja como escolher

Dormir é determinante para a saúde. E isso passa, obviamente, pela escolha do travesseiro. Por isso, separamos algumas dicas para você não errar na escolha e ter um descanso perfeito para recarregar as baterias. Confira!

Atenção para a altura correta do travesseiro

Um suporte desnivelado é uma das principais causas para dores na coluna, no pescoço e nas costas. Para que você faça a escolha correta, o ideal é ir testando até encontrar um modelo capaz de deixar a sua coluna alinhada ao se deitar na cama - o que nos leva ao próximo tópico.

Nem todas posições são boas para dormir

Segundo o ortopedista do HCor Dr. Raphael Marcon, a melhor posição para uma boa noite de sono é de lado, pois auxilia na redução do refluxo gastroesofágico e diminui o risco de dores no corpo devido à coluna estar alongada. 

Já quem dorme com a barriga para cima deve se preocupar com a altura que o pescoço ficará durante o sono, já que ele pode ser hiperflexionado nessa posição. Dessa forma, o travesseiro perfeito será aquele capaz de acolher tanto a nuca quanto o início da coluna cervical. 

Cuidados para garantir a qualidade do travesseiro

Para que você sempre tenha o melhor que seu companheiro de todas as noites pode oferecer, é fundamental tomar algumas precauções. As capas de proteção (aquelas que revestem o travesseiro antes da fronha) aumentam a longevidade do item e são um verdadeiro escudo contra bactérias, ácaros e fungos, por exemplo.

Outra dica importante é sobre a higienização dos travesseiros! Nem todo modelo pode ser lavado pois alguns materiais não possuem uma secagem eficiente. Na dúvida, recorra a uma lavanderia especializada e peça que sigam as orientações de lavagem da peça.

Validade dos travesseiros

Por maior que seja a qualidade e o valor investido em um apoio para sua cabeça, chega um momento em que é preciso avaliar a compra de um novo. Isso se deve a alguns fatores, como a ação do tempo e do ambiente que você vive podem comprometer a estrutura do travesseiro; o corpo libera inúmeras secreções durante o sono como suor, pelos e células mortas e produtos químicos aplicados na pele como maquiagens e cremes também diminuem a vida útil do acessório.

Para evitar a proliferação de agentes nocivos à sua saúde que facilitam de irritações na pele a doenças respiratórias, o ideal é que você troque de travesseiro a cada 2 anos.

O melhor enchimento

Existem hoje no mercado diversos modelos de travesseiros desenvolvidos para todo tipo de corpo e que devem ser escolhidos, como apontado acima, de acordo com a forma que você dorme. Confira algumas opções:

a) Viscoelástico - Já há algum tempo no mercado, os famosos "travesseiros da NASA". São compostos por uma espuma viscoelástica que se adapta ao formato da sua cabeça e de seus ombros.
b) Látex - Feito para quem procura um travesseiro fresquinho em qualquer época do ano, pois possui uma sensação aveludada e indicada para qualquer posição de sono.
c) Mola - Composto a partir de um conjunto de espumas macias. Promovem a higiene, o frescor e a ventilação do acessório que é bastante resistente à deformação.
d) Plumas - O clássico da categoria, esse modelo (que também pode ser de penas). Conhecido no mercado por sua maciez, ou seja, é sempre uma ótima opção para quem procura o máximo em conforto.
e) Flocos de espuma - O modelo chama atenção por ser um dos mais econômicos disponíveis na prateleira. Mas é de qualidade inferior aos citados anteriormente pois não acolhe o formato da cabeça quando apoiada sobre ele.

Lembre-se de que esse é um acessório que, se comprado de maneira correta, irá proporcionar um grande salto em sua qualidade de vida. Então, independente do modelo mais atraente para você, leve em consideração uma visita à loja para testá-lo. 

(Fonte: Terra)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA QUINTA-FEIRA! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog