ACESSO RÁPIDO

Por que educação financeira pessoal é importante?

Início / Por que educação financeira pessoal é importante?

Por que educação financeira pessoal é importante?

Nunca é tarde para começar a se organizar financeiramente. Ter controle do seu dinheiro e ter uma quantia guardada para lidar com imprevistos e realizar seus sonhos (viagem, faculdade, morar sozinho, casa própria) são as vantagens de fazer um planejamento pessoal. Esse planejamento nada mais é do que um guia para organizar melhor seu dinheiro, ou seja, saber seus ganhos e gastos.

Na prática, esse plano funciona como um controle do que entra e sai nas suas finanças e ajuda a tomar decisões mais assertivas. Como por exemplo, decidir se uma compra é realmente necessária. Ter uma planilha pode ajudar – e muito. Registrar tudo permite que você saiba para onde está indo o seu dinheiro.

Aprenda sobre educação financeira

Uma pesquisa feita em 2019 pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), SPC Brasil e o Banco Central revela que 36% dos brasileiros não realizam o controle do orçamento. Além disso, 44% dos entrevistados estão ou estiveram com o nome sujo no último ano.

As dificuldades macroeconômicas contribuem para esse tipo de índices negativos, mas outro ponto importante deve ser ressaltado nessa situação: a educação financeira. Pesquise sobre finanças. Mas não em qualquer página na internet. Existem muitos sites confiáveis sobre o assunto. Mantenha-se atualizado sobre as melhores práticas para organizar o orçamento e poupe dinheiro. Essas atitudes fazem a diferença ao longo do tempo.

Como começar a guardar dinheiro

De acordo com uma pesquisa da CDNL, quase metade (47%) dos jovens não começou ainda a organizar suas finanças. Organização é o primeiro passo para conseguir economizar dinheiro. E se engana quem pensa que é preciso deixar de fazer coisas que dão prazer na vida. O ideal é colocar em prática dicas realistas. Pequenas mudanças no dia a dia pode ser um bom começo.

Se organize para pagar as dívidas

Mais de 63 milhões de brasileiros estão com as contas em atraso, segundo uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). O primeiro passo para pagar o que deve, é entender tudo o que está por trás dos débitos:

•  Quanto de juros você está pagando;
•  Quando é o vencimento da dívida;
•  Há quanto tempo você está sem pagá-la.

Dê prioridade às dívidas que têm juros mais altos, que venceram há muito tempo e cujo valor total é o maior. Corte gastos e renegocie o que puder com a instituição financeira ou demais lugares que você deve.

É importante estabelecer um prazo para quitar as dívidas. É possível traçar um plano anual, mensal ou até pequenas metas semanais e diárias. O importante é ter um guia que te ajude a manter o foco e não desistir. Outra vantagem de ter uma data em mente é não contrair novas dívidas no período.

O que educação financeira tem a ver com investimentos?

Educação financeira aliada a investimentos certos pode proporcionar um futuro bem mais tranquilo. Antes de continuar, você sabe o que é investimento? De forma resumida, investimento é pegar uma quantia hoje e tentar transformá-la em mais dinheiro no futuro. E se engana quem pensa que para começar investir é preciso já ter muito dinheiro. Isso não poderia estar mais errado: qualquer um pode investir, não importa a quantia que tenha.

3 passos para começar a investir

•  É muito importante ter em mente que os investimentos dão retorno a médio e longo prazo. Ou seja, não espere ganhar muito dinheiro de um dia para o outro;
•  O investimento precisa se tornar um hábito. Separe uma quantia por mês, ainda que um valor pequeno;
•  Procure uma instituição financeira e analise as opções que ela oferece para investir seu dinheiro de acordo com seu perfil de investidor.

(Fonte: trecho de Blog NuBank)
 

COMPARTILHE: 

Educa Jogos

Últimas Notícias

Páginas