ACESSO RÁPIDO

A taxa de juros do FusanPrev está sendo alterada de 5,75% para 5,50%

Início / A taxa de juros do FusanPrev está sendo alterada de 5,75% para 5,50%

A taxa de juros do FusanPrev está sendo alterada de 5,75% para 5,50%

Anualmente, em atenção ao que define a legislação dos planos de previdência complementar, a Fusan elabora estudos para a definição da taxa de juros do FusanPrev, com vistas a garantir que a taxa adotada esteja adequada para a sustentabilidade do Plano a longo prazo.

A taxa de juros, juntamente com a expectativa de vida, é que compõem e o fator atuarial que é aplicado sobre o montante das reservas constituídas pelos participantes para o cálculo dos benefícios do FusanPrev.

O estudo atuarial e financeiro apontou para a necessidade de reduzir a taxa de juros de 5,75% ao ano para 5,50% ao ano, uma vez que o mercado financeiro não remunera mais seus capitais no mesmo patamar das taxas do passado. Se a taxa de 5,75% permanecesse como premissa atuarial, estaria se aumentando a possibilidade do FusanPrev apresentar desequilíbrio entre seus compromissos e o retorno dos investimentos, o que poderia originar déficit.

A nova taxa de 5,50%  ao ano passa a vigorar a partir de janeiro de 2019.

O que muda com a nova taxa de 5,50% para os participantes?

A partir de janeiro de 2019, a principal mudança ocorrerá na concessão dos benefícios previdenciários. O fator previdenciário que é aplicado sobre o montante das reservas sofrerá alteração para a nova taxa de juros. Na prática ocorrerá uma redução na expectativa de benefício da ordem de 2,5%.

E o que muda para os assistidos?

Neste momento, nada muda para os assistidos do plano. Eles continuarão a receber seus benefícios normalmente da Fusan. Isto ocorre porque o plano previdenciário para os assistidos está estruturado na modalidade mutualista (BD).

A Sanepar irá assumir alguma nova contribuição?

Não, a Sanepar não assumirá contribuições extraordinárias neste momento.

Qual será o comportamento do mercado financeiro para os próximos anos?

Nos últimos anos observamos uma redução da taxa de juros na economia brasileira.  As taxas praticadas no passado dificilmente se repetirão no futuro. A economia brasileira está caminhando para níveis mais sustentáveis de taxa de juros, com o objetivo de desenvolver o país. E, nesse caminho, a rentabilidade do mercado financeiro passa a acompanhar a trajetória da economia brasileira, proporcionando retorno menor aos capitais investidos.

Importante: A partir de 15 de janeiro o simulador de rendas do site das Fundações estará projetando benefícios com a nova meta atuarial. A atual projeção do simulador é para concessões até 31/12/2018.

 

COMPARTILHE: 

Últimas Notícias